A Peculiar

06/11/2015

Umineko no Naku Koro ni (Anime)


Oizinho hoje venho falar do anime Umineko no Naku Koro ni. Ele é uma série de visual novels de suspense que foi produzido pelo grupo 07th Expansion. Umineko no Naku Koro ni é parte da série de jogos When They Cry do qual também faz parte Higurashi no Naku Koro ni, constituindo os dois últimos jogos da série. Seu primeiro jogo da série, foi, Legend of the Golden Witch (A Lenda da Bruxa Dourada), ele foi lançado na Comiket 72 no dia 17 de agosto de 2007 em plataforma de PC, tendo suas cópias esgotadas em cerca de trinta minutos devido ao sucesso de seu antecessor, o Higurashi no Naku Koro ni. Na história se passa em um grupo de dezoito pessoas em uma ilha isolada por um período de dois dias, e os misteriosos assassinatos que acontecem lá. O objetivo desse jogo é a descobrir se o assassino é humano ou algo sobrenatural.


A série teve uma adaptação para mangá começou com três artistas diferentes que trabalham separadamente em "Arcos" diferentes da história e é publicada pela editora Square Enix. Os mangás adicionais têm sido publicados pelas editoras Ichijinsha, Kadokawa Shoten, e ASCII Media Works. A série também teve uma adaptação em anime com 26 episódios produzidos pelo Studio Deen e dirigido por Chiaki Kon foi exibido no Japão entre julho e dezembro de 2009. A palavra Umineko é o nome de uma espécie de gaivota conhecido como Gaivota da Cauda Negra. Naku significa "chorar" ou "fazer um som" (鳴く), quando se refere aos sons feitos por animais. De acordo com o criador original, Ryukishi07, o Na vermelho (な) no logo é uma parte oficial do título.


A historia se passa entre 4 e 5 de outubro de 1986 em uma ilha isolada que mede cerca de 10 km de extensão chamada Rokkenjima. A propriedade pertencente a Kinzo, chefe e patriarca da família Ushiromiya. Estando Kinzo próximo de sua morte, os quatro filhos decidem aproveitar a reunião anual da família para discutir como a herança será dividida após a morte de Kinzo. Quem mora na ilha além de Kinzo, são três membros da família, o médico pessoal de Kinzo e diversos empregados, apesar de apenas cinco estivessem em serviço na ilha durante o ocorrido. Após todos os membros chegaram à ilha, um tufão os prende no local e estranhos assassinatos começam a ocorrer. O protagonista da série é o Battler Ushiromiya, filho do segundo filho de Kinzo, Rudolf. Battler não esteve presente nas conferências de família nos últimos seis anos ao cortar ligações com sua família por desgosto do pai casar-se imediatamente após a morte da sua mãe, Asumu. Sendo assim, Battler passa a viver com os avós e até mesmo passa a usar o nome de solteira da mãe. Após a morte dos pais, Battler passa a viver com o pai Rudolf, sua segunda esposa Kyrie e sua meia-irmã Ange. Sendo assim, Battler é forçado a comparecer na conferência anual da família após seis anos. Ao voltar à ilha, Battler é lembrado da lenda da família, que fala sobre a bruxa dourada, Beatrice. Teria sido a bruxa quem supostamente ajudou Kinzo a reerguer a família depois de uma série de dificuldades financeiras geradas como consequência de um terremoto na região de Kanto em 1923 ao lhe entregar dez toneladas de ouro. Um retrato da suposta bruxa encontra-se no salão principal da mansão junto a um misterioso epitáfio que segundo a lenda, aquele que o resolver herdará o ouro e o título de sucessor da família Ushiromiya.


Uma carta misteriosa assinada pela própria bruxa aparece, dizendo que irá matar todos da família para recuperar o ouro para si, mas que irá parar se algum dos membros da família resolver o epitáfio. Acreditando ser um blefe, nenhum dos membros leva a carta a sério. No dia seguinte, seis membros da família são encontrados mortos e começam a ser eliminados um por um, até não sobrar nenhum vivo. Mesmo após tudo, Battler se recusa a acreditar que as mortes foram causadas pela bruxa Beatrice. Beatrice, cujos poderes não funcionarão ao máximo se caso mesmo uma única pessoa não acreditar nela, decide desafiar Battler em um jogo: eles repetirão os eventos dos dias 4 e 5 de outubro de 1986 onde Battler têm como objetivo provar que os assassinatos que Beatrice afirma ter causado com magia poderiam ser cometidos por humanos. Durante o decorrer da série, diversos argumentos lógicos como salas fechadas, o paradoxo do corvo e o gato de Schrödinger são utilizados.


Bom agora minha opinião sobre o anime. Nota 10! Amo anime de mistério e com aparência vitoriana, se você também gosta aconselho dar uma olhada. Bom, essa postagem vai terminando por aqui, espero que tenham gostado. Não esqueçam de comentar e dizer a opinião de vocês.

9 comentários:

  1. Oi tudo bem? Eu assisti esse anime ano passado, gostei muito do anime, gostei das mortes xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá tudo sim, obrigada por perguntar. Que bom que gostou, realmente é um bom anime. rs Nossa, sério? eheh Que bom então. Eu gostei do mistério.

      Excluir
  2. Estava mesmo procurando um anime para assistir, vou ver esse final de semana. Obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  3. Eu vi o concerto desse anime, muito lindo e perfeito, mas ainda não tinha assistido. O anime parece ser muito bom, vi algumas resenhas e todas afirmaram ser um bom anime.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O concerto é magnifico, muito lindo. Sim é um bom anime, talvez não do tipo para virar anime preferido, mas um anime que curtimos enquanto assistimos.

      Excluir
  4. O anime é muito bom, a trilha sonora e os temas foram à altura do anime e ao estilo do anime. A aparência da era vitoriana é muito a preciosa ao olhos.

    ResponderExcluir
  5. Este anime é muito bom, apesar de ter desejado uma continuação.. pois queria ver mais, e mais desse anime.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele deixa com um gostinho de quero mais mesmo, mas acho meio difícil ter uma continuação dele, ate porque já se mostrou um circulo meio que fechado no final desse anime.

      Excluir

▪ Leu a postagem e gostou? Deixe um comentário feliz.
▪ Não use palavras de baixo escalão.
▪ Comentários de mau gosto, não serão publicados.
▪ Quer afiliação? Pode pedir por aqui mesmo.
▪ Aceito pedido de postagens.
▪ Não peça "seguindo, segue de volta?", deixe o link de seu blog. Eu irei visitar se eu gostar eu seguirei.