A Peculiar

29/09/2015

Sangue Quente, Isaac Marion [Livro Resenha]


Yo! Yo! Como vão todos? Hoje decidi criar coragem e fazer minha primeira resenha de livro. Se estiver ruim por favor me perdoem, prometo melhorar. Para começar decidi fazer a resenha de um livro que li a muito tempo. Ganhei ele de aniversario de um grande amigo, então apesar de não ser minha história favorita é o meu livro favorito. Esse livro foi o que mais demorei na minha vida para ler, três longos meses, não pela história ser ruim, mas pelo fato de não me agradar a leitura e a personagem principal me irritar muitooo! Mas o fofo R me cativou e me incentivo a continuar a leitura até o final. Bom vamos, lá?

Titulo: Sangue Quente Titulo Original: Warm Bodies Escritor(a): Isaac Marion Editora: Leya Lançamento: 2011 Páginas: 256 Literatura: Estrangeira Genero: Apocalíptico, Literatura gótica, Romance Paranormal, Humor negro
Classificação:

Resenha: A história passa alguns anos depois do colapso da humanidade, coisa de uns 10 anos. R é um jovem zumbi , vivendo uma crise existencial. Perambula pelo que restou da América, buscando sangue fresco e cérebros com seus companheiros mortos-vivos, porém ele busca bem mais que isso. Se não fosse o sangue seco em sua roupa e cor dos olhos, R poderia ser confundido com um vivo. Pois ainda não lhe falta nem um pedaço e sua aparência ainda está boa. Ele consegue pronunciar poucas palavras, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudades. Não tem lembranças, nem inidentidade, nem pulso, mas tem sonhos. Após comer o celebro de um adolescente, R faz uma escolha inesperada, que as poucos gerá uma relação desajeitada e estranhamente doce e meiga com a namorada de sua vítima, Julie. R decide protege-la, uma decisão que mudará não só ele como seus amigos sem pulso também. Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a fina linha que os separa.

Um pouco mais: Sabe aqueles zumbis de histórias, filmes e séries de terror? Com maxilar quebrado, com os dentes expostos e marrons, a pele seca e andando sem rumo ou faltando membros? Não é bem isso que irá encontrar em Sangue quente, a visão sobre zumbis de Isaac foi bem diferente. Mais do que um thriller de terror, o livro é praticamente um drama psicológico do zumbi R. A quela necessidade de comer cérebros ainda está lá, mas com motivo, não apenas por comer. R vive em um ninho (sim nesse livro zumbis tem ninhos) no aeroporto de sua cidade, mas mesmo estando em um ninho ele tem seu canto próprio, um avião. Ele não lembra de nada que aconteceu antes de acordar como um zumbi. É um dos mais conservados do seu ninho se não fosse o sangue seco em sua roupa e cor dos olhos, R poderia ser confundido com um vivo, precisando de férias. Ele não lembra de seu nome, apenas sabe que começa com R.

Minha opinião: Sangue quente foi um livro que gostei em partes.  Eu infelizmente assisti o filme antes de ler o livro, porém isso não atrapalhou em nada pois o enrendo do filme e totalmente diferente do livro, pelo menos 70% do conteúdo. Em minha opinião a ideia da história foi muito boa, mas algumas coisas estragou muito. Além do final forçado... Na minha opinião tinha tudo para ser um maravilhoso livro (não é atoa que virou filme), mas infelizmente alguns pontos deixou a história broxante, forçada e cansativa de ler. Mas tirando isso achei o livro ótimo, a capa é linda! Uma de minhas capas favoritas. R é um amor de zumbi, mesmo sendo esquizofrênico. A história é muito mais do que um simples romance ou uma era apocalítica, ou tentar encontrar uma cura ou acabar com o confronto. Percebi muitos questionamentos interessantes de nossa própria sociedade e cultura.



Créditos da ilustração: fanpop.com

14 comentários:

  1. Achei a história muito promissora, mas nada aproveitadora.

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li apenas vi o filme e gostei em partes. Achei muito parada a história... mas amei a resenha vou fazer um esforcicnho para ler. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs Se achou o filme parado, ficará um pouco entediada com o livro, mas se gosta desse estilo de história vai gostar.

      Excluir
  3. Eu amo esse livro! Realmente é uma leitura cansativa, mas tirando isso a história é muito legal. Amo romance nesse estilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim a história é bastante legal.

      Excluir
    2. Olá, como vai? Gostaria de saber se você aceita pedidos de resenha. Gostaria muito de ver uma resenha sua sobre o livro A menina submersa: memorias e sobre o manga Red Garden.

      Excluir
    3. Olá Marvel, eu vou bem obrigada e você como vai? Sim eu aceito pedidos para resenha, anotei seu pedido, coloquei na listinha do mês logo mais estará aqui no blog. ^^

      Excluir
  4. Eu não gosto de histórias assim, mas tentei dar um voto de confiança para essa e assisti o filme, não gostei muito então peguei emprestado e fui ler e odiei... a ideia é muito boa mas muito mal trabalhada e elaborada, claro gosto é gosto opinião é opinião. Mas gostei de sua resenha, e concordo com seu ponto de vista é uma ideia promissora e tinha muito para oferecer, mas acabou se tornando chata.

    ResponderExcluir
  5. Eu entendo bem isso rs, mas se não me engano é o primeiro do escritor Isaac, tenho certeza que o próximo será melhor. Mas obrigada por gostar da minha resenha.

    ResponderExcluir
  6. Uma história super desperdiçada...simplesmente desperdiçada. Nada trabalhada, e quando li tive a leve sensação que do meio para o final foi outra pessoa escrevendo, ou ate mesmo o escritor mais amadurecido mais ficou muito estranho pois no inicio é uma coisa e para o meio é outra, do nada começa uma pancada de palavrões em frases e situações forçadas, comportamentos de alguns personagens que mudam do nada... eu não gostei disso, ate entendo que ele quis amadurecer seu livro (talvez), mais retornasse ao inicio é muda-se... ficou horrível. Simplesmente assim. Mas admito que a ideia da história é muito interessante, porém desperdiçada.

    webunny.blogspot.com (Bunny Crazy)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom verdade, tive essa sensação também e incômodos com os palavrões repentinos, mas é o primeiro vamos torcer que no próximo melhore.

      Excluir
  7. Amo ler mais esse foi um dos primeiros livros que juro que desisti da leitura... na metade dele muda bruscamente a forma que o escritor escreve, muda a personalidade de alguns personagens do nada e sem motivo algum. A única coisa que gosto nele é a belíssima capa do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venho a concordar. A única coisa que eu gostei foi a capa e os desenhos internos, tirando isso a história não me cativou ou prendeu minha atenção.

      Excluir

▪ Leu a postagem e gostou? Deixe um comentário feliz.
▪ Não use palavras de baixo escalão.
▪ Comentários de mau gosto, não serão publicados.
▪ Quer afiliação? Pode pedir por aqui mesmo.
▪ Aceito pedido de postagens.
▪ Não peça "seguindo, segue de volta?", deixe o link de seu blog. Eu irei visitar se eu gostar eu seguirei.